terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Eram 3 camiões cheios, por favor!



É?


Como é que nos devemos sentir quando pomos outra pessoa numa situação má? Numa situação que a deixa em maus lençóis ou que a faz passar bem mal? Devemos sentir-nos mal, pois é? Devemos tratar de fazer tudo para remediarmos o mal que fizemos, certo? Devemos dar tudo de nós para que a pessoa fique melhor e ajudá-la com o que temos e com o não temos, se,  afinal, fomos nós que a pusemos assim, a sofrer... não é?
Pois, era só para ter a certeza!

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Esperança!


Please...


Ou então como diz o meu amigo Celso... "Vou para casa, fechar as janelas, abrir o gás e beber uma garrafa de vinho!... "

Au..

Sono. Muito sono. Dor de cabeça à mistura. Damn

Maracujá.



Esta - Isabelinha, o que queres para sobremesa?
Ela - MACURAJÁ!!

Segunda-feira!...



E lá foi mais um fim de semana, e este foi bem bem curtinho, não sei lá o que se passou, mas parece que entrou no microondas.
No sábado de manhã corri para ir ao ensaio da festa de Natal da Isabelinha, e era às 10 da manhã,e eu, esperta, que já sabia que todos se iam atrasar, resolvi chegar às 10.30h (mas apanhei muito transito senão chegava só 1o minutinhos atrasada) e já lá estavam 2 casais à espera... Ah! Esqueci-me de dizer, que nesta escola são os pais que fazem surpresas aos filhos e não o contrário como na maioria das escolas. Logo, quem ensaia são os pais, e a Isabelinha não podia ir.
Bom,  adiante, como não podia deixar de ser, os restantes pais apareceram quando já tínhamos terminado o ensaio, claro, pelas 11.30... Ora vai de voltar à sala e fazer tudo outra vez. Haverá paciência???
Lá ensaiamos as figuretes, e quando voltei para casa estava tanto, mas tanto calor, que ficamos a amolecer na piscina de encher.
Domingo lá fomos, cantar e dançar com com crianças, pais, avós, tios, tias, sobrinhos, afilhados, o panda, e assim... Resmas de pessoas, num espaço relativamente pequeno, com 37 graus lá fora e com apenas 2 máquinas de ar condicionado, ou seja, não havia ninguém com bom aspecto, tudo melado, a suar... IACCCCC! Mas foi gira a festa e a Isabelinha adorou, e isso foi o mais importante.
E hoje cá estou, na luta, para ver se consigo chegar um bocadinho mais longe..

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Basicamente é isto!



Eheheheheheh

Juro que ouvi isto!# 23

"... pedimos aos senhores motoristas que tenham cuidado com o tapete asfáltico escorregadio..."

He had a dream... :(



"No one is born hating another person because of the color of his skin, or his background, or his religion. People must learn to hate, and if they van learn to hate, they can be taught to love, love comes more naturally to the human heart than its opposite"
Nelson Mandela


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Ah pois é!


Santa Baby...



Por falar em Natal... lembrei-me agora (assim de repente, mesmo sem estar a contar) que é altura de receber uns presentinhos, ou outros, por isso, e assim, sem pensar, aqui vai a lista das coisinhas que esta, gostaria de receber no sapatinho, sem nenhuma ordem em especial, claro.



  • Um garrafão do perfume "Lovely" da Sarah Jessica Parker que eu amo de paixão e não se vende em lado nenhum que eu tenha conhecimento e o frasco que tenho, por muito que eu seja poupada, eventualmente, vai acabar. E para além disso, eu não sou poupada.
  • Um carro, um qualquer, não sou esquisita, assim que fosse confortável e bonzinho para andar aqui.
  • Um Imac de 21, 5", que estar a trabalhar constantemente com um computador portátil de 13" não é nada bom para os meus olhos.
  • Saúdinha
  • Comidinha

Acho que, assim de repente é tudo, mas se eu me lembrar de mais alguma coisa, eu informo, mas se na generalidade estiver feliz e com saúde, já se está muito agradável.



Já é Natal outra vez!!



Mais um ano. Mais um em que vamos passar o Natal em Angola. Com calor tórrido. Com praia e mergulhos. A passagem de Ano também.
Não é que estar na praia não seja bom, é óptimo e eu adoro, mas... no Natal? O Natal é no frio, com a família reunida à volta da mesa, com rabanadas, musicas (nojentas)  a tocar, com lareiras, cachecóis e botas. O Natal é estarmos todos aos magotes, felizes por nos vermos, aos abraços e a contar as últimas peripécias de cada um. É assim o Natal. Não imagino de qualquer outra maneira.
Para a minha filha, que é mais Angolana do que Portuguesa, é fabuloso, e já nos pediu para fazermos a árvore de Natal, mas.. o espírito de Natal não baixa com este clima, é impossível, por ela teremos de fazer, mas por nós nem valeria a pena.
Este ano, lá na casa dos meus pais, a CASA DO NATAL, vão lá estar mais pessoas, mais família que vive também do outro lado do oceano, e com quem eu ia adorar estar, mas não vai ser possível, estarei presente via Skype e já não é nada mau.
Espero que sejam uns dias memoráveis, e espero que os meus também sejam, embora longe e de havaianas, mas que possamos todos brindar juntos, com Murganheira, de preferencia.



terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Tentar, tentar..


Assim foi.



Oh fim de semana estranho este.
 No sábado, a festa de anos da Isabelinha que não correu nada como planeei. Muito esforço investido nesta festa e toda a gente chegou atrasada, mas atrasada... não foi meia hora e nem uma hora... foi bem mais que isso. Houve pessoas que chegaram 4 horas atrasadas. Pouco, não foi? E avisar? Nããã, avisar nem pensar, portanto, o que era para ser um lanche acabou  por ser um jantar e não, não estava preparada para um mega jantar, portanto vai de se assar uma picanha e acompanha-se com batatas fritas de pacote... Enfim, ainda assim, o objectivo principal foi cumprido. A Isabelinha adorou a festa dela. Óptimo.
Tivemos umas péssimas noticias nesse dia também foi tudo muito estranho, e no domingo, aquele dia de ir à praia, aquele mesmo, não fomos, ficámos ligados às máquinas a descansar em casa para estarmos frescos e fofos para enfrentar mais uma semana à boa moda Angolana, onde tudo pode acontecer, coisas boas e más sem estarmos a contar.
Segunda-feira, mais um dia passado na cidade e com mais más notícias à mistura.
Era bom que a semana se começasse a compor, pois era?


5!



E já passaram 5! 5 anos de filha querida. Foi na semana que passou, mas não tive como vir aqui antes.
houve a festa da escola no próprio dia, que foi o máximo, adorei os amiguinhos novos da Isabelinha e adorei vê-la descontraída a conviver com eles e a dizer-nos os nomes um a um sem ficar com vergonha! Como está crescida!! Anda no ballet e na natação, e nos dias que há estas actividades levanta-se cedo e veste-se e arruma tudo o que vai precisar na mochila, o que eu mais adoro é fazer-lhe o coque para o ballet. Fica linda de morrer, só apetece comer às colherzinhas.
Depois em casa, no sábado à tarde com alguns amigos chegados.
Mas bom, 5 anos de amor incondicional, de paixão, de muitas alegrias, de alguns stresses (sim, que eu sou mãe galinha!), mas foram sem dúvida os melhores 5 anos de sempre, nem sei como consegui viver sem ela até lá!
Parabéns maravilhosa filha, quero que sejas estupidamente feliz e que sejas carregada de saúde.