quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Certo?



Agora dei comigo a pensar que realmente o melhor mesmo é ver o lado positivo de tudo, até porque tenho um colega novo, que no meio de stress e quase cenas de pugilato (ok, ok, estou a exagerar um bocadinho assim...), está calmo, com um sorriso nos lábios e diz-nos sempre, "tenham calma, não adianta nada estarem assim e nem resolve... calma", e na verdade, é ver-nos às cabeçadas, a bufar, e o rapaz ali, na dele, sossegadinho, a trabalhar como um mouro mas contente.. Opá, realmente, de que me queixo eu? Do stress da patronagem? Sim, na verdade queixo, mas... eles é que estão stressados, que a empresa é deles, não é minha... Queixo-me de não ter tempo para estar com a minha filha? Sim, queixo, mas tenho um emprego e ajuda-me a aforrar para ela ter um futuro melhor, coisa que não acontecia quando estava em Portugal... Queixo-me que acordo muito cedo? Pois queixo, mas aqui o dia começa bem cedo e se querermos resolver problemas é de manhã, porque de tarde... não nos doa a barriga.. Queixo-me que tenho saudades? Pois queixo, mas sei que quando chegar a casa vou "morrer de beijos" (como dz a Isabelinha) todos e esmagar com abraços e todo o tempo que passar com familia e amigos vai ser com qualidade... Afinal de que me posso queixar? Estou com a minha familia, tenho emprego, e felizmente não nos vai faltando nada.

Sem comentários:

Enviar um comentário