terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Eu, confesso, menti!

A minha manhã foi de bradar aos céus, aliás, todo o meu dia, mas a manhã.... God! Estive em 2 bancos, no primeiro, com ar condiconado, sentada numa cadeira confortável, mas sem sistema, esperei uma hora e um quarto sentada na cadeira confortável à espera que me acabassem de tratar o que tinham começado quando ainda havia sistema. Finda esta saga, há que ir a outro banco, com gerador avariado, logo não havia ninguém lá dentro, tive que ir então a outra dependencia desse banco... longe, muito longe, 32 graus, abafado comó caraças lá fui eu. Saí do carro e os meus óculos de sol embaciaram completamente, portanto deixei de ver e tive um ataque de riso antes de entrar no banco. Entrei, milhões de pessoas, ar condicionado avariado, filas e filas e eu dizia de mim para comigo, "tem calma, relaxa, tem que ser, estás em Angola, respira fundo"...  esperei, esperei, de saltos altos, com um calor infernal dentro da dependencia do banco... e eu à espera, de saltos altos, sim é importante referir.. 45 minutos depois continuava no mesmo sítio, a fila não tinha andado nem um centimetro e eu pensei "tás lixada se não pensas em nada rápido", então pensei, pensei e.... fui té ao segurança e disse "Peço desculpa, mas estou há muito tempo à espera, está aqui muito calor e eu estou grávida, estou a começar a sentir-me mal"... O homem olhou para mim de alto a baixo, eu aproveitei e pus a barriga para fora o mais que pude e disse "3 meses". O homem foi embora com a mesma cara, não fez nenhum expressão (não sei, podia sofrer de paralisia facial!) a verdade é que em menos de 15 minutos a coisa estava resolvida e eu já estava outra vez dentro do carro no fresquinho!
Eu sei que o que eu fiz não se faz, mas eu juro, eu juro que já não aguentava mais.... Estou perdoada?

1 comentário:

  1. Tenho a certeza que o menino Jesus e o Pai Natal já a perdoaram. Afinal, não está habituada a tanto calor na época natalícia. Não é verdade? Beijinhos.

    ResponderEliminar