sábado, 17 de dezembro de 2011

As voltas da vida!


Hoje de manhazinha no duche pensava nas voltas que deu a minha vida em pouco tempo. Em 2005 andava perdida, sem rumo, pelo Porto com um emprego que não gostava, sem namorado, muitas saídas à noite e muitas horas de conversas com os amigos mais próximos. Férias, concertos, horas seguidas a dançar para a coreografia sair perfeita. Em 2006, até meio do ano começou exactamente da mesma maneira que acabou o ano anterior, férias, horas seguidas a dançar, fins de semana inteiros a dançar, espectáculos, saídas à noite.A meio do ano conheci-o. Menos saídas à noite, férias na mesma, menos concertos, mais estabilidade emocional. Mudei de casa, comecámos a morar juntos. Pela primeira vez, tive uma familia, a minha. Em 2007 casei, fui de lua-de-mel, para África (curioso, não?), férias, mais jantares, mais familia. Em 2008, mesmo quase no fim do ano fui Mãe, de um pequeno ser de 2.750 kgs (pouco mais que 2 pacotes de arroz), completamente dependente de mim, experimentei sentimentos inexplicáveis, animalescos, e ao mesmo tempo maravilhosos. Deixei de dormir como dormia, vi o negro mais negro que as minhas olheiras conseguiram alguma vez ter, mas lentamente chegamos à velocidade de cruzeiro e tudo ficou melhor, mas nunca mais dormi uma noite inteira. Os anos que se seguiram... seguiram-se. Em 2011 moro em Angola, numa casa alugada, a minha filha tem 3 anos e anda numa escola em Luanda. Tenho um trabalho que gosto, que me desgasta, mas não importa, não tenho carro meu, mas também não me faz falta, tenho sol e calor todo ano. E acho que devagarinho, sou capaz de ter um ou outro amigo novo.

2 comentários:

  1. Eu, espero ser sua amiga. Deste lado, sempre a "ouvi-la" e apoiá-la. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Claro que sim, até porque é a minha mais fiel leitora! Obrigada por tudo Ana

    ResponderEliminar