sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A todos...

Um bom  Nataaaaaaaaaaal a todos um bom Nataaaaaaaaaaaaaaaaaaaaal que seja um bom Nataaal para todos nóóóóóóóóoó´s!!
Um super ano de 2012 para todos nós também!
Gente até daqui a pouco, com os pés em 2012

E é isto!

Então não é que hoje entro de férias? Olha que chatice! Apartir de amanhã e durante uma semana inteirinha, estarei esparramada num praia do Lobito com a familia... coisa mais chata, não é? Eu acho!
"Diz-que" tem o pôr do sol mais bonito da região... a ver vamos

Find me... :)

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Oh pá... É assim!

Ai ai

Isto o que era giro era eu agora ir para casa dormir uma soneca!.. É que era!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O Natal e o coiso!

Quem me conhece sabe que eu detesto, aliás, TENHO HORROR a músicas de Natal. Não aguento, pronto. A verdade é que nunca mudam, são sempre as mesmas, portanto, novidades não há e o coiso. Hoje tive que ir ao banco, a um que tem uma dependência dentro do shopping (sim, DO shopping, o único ainda na cidade) e entrei lá dentro e lá estavam elas, as músicas de Natal, ursos polares gigantescos e mães natal de t-shirts de alças. Se já não gosto destas músicas em Portugal, imaginem o que é aqui, com 32 graus lá fora, gente de havaianas (ou de maihavanas como estes olhos já viram..), calções, vestidos frescos... Ainda cai pior, não é?
A verdade é que o espirito de Natal aqui não baixa, pelo menos em mim não baixou.... É triste, mas é verdade.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Parabéns...


Ao Celso que hoje faz... 24 (cof! cof!). Tchim Tchim

O poder da música! #14



Não consigo parar de ouvir!! Esta é cool.

E eu aqui!..

Pois que o meu telemóvel português tem andado numa alegria só! Ele é mensagens do Continente, da Laranjinha, da Sacoor, da Globe (Meu Deus da GLOBE), da Acessorize, Perfumes & Companhia, da Zilian (não m'acreditooooo) tudo a apregoar promoções fantásticas, de 20% a 50%, ou mega descontos, tipo "não pague nada que a gente dá-lhe"... e eu aqui, onde nem um parzito de sapatos se pode comprar... Isto não é justo!

Sempre.

Mulheres e Homens

Pá, eu a sério! Eu acho que anda qualquer coisa de errada na sociedade, ou no mundo... Quer dizer, os homens, os gajos do sexo forte, é que são fortes (ora cá está uma redundância), sim, porque eles é que carregam com os pesos, eles é que não têm medo de pássaros, eles voam, eles trepam montanhas, eles correm comó caraças (claro, sem mamas e saltos altos até eu corria), e nós é que, coitadinhas somos as fracas. Somos nada, pá!! Nós conseguimos trabalhar cheias de febre, com dores de estômago, com a tripa embrulhada, nós somos multitasking (toda a  gente sabe que os homens só fazem uma coisa de cada vez), nós dormimos menos que eles, nós ficamos gravidas e carregamos numa criança no ventre durante 9 meses, nós parimos, nós, se virmos sangue não desmaiamos nem largamos a correr como se tivessemos a ver o demo. Pá... mas afinal quem é que é forte?? Não me lixem!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

...

Generation Gap

Lembro-me da nossa diferença de idade quando oiço:

Ele- Sabes o que nos falta na nossa música?
Eu (deitada numa espreguiçadeira debaixo de um guarda-sol de palha na praia)- O quê?
Ele- Elton John
Eu (convencida que era brincadeira) - Pois falta, e Céline Dion também
Ele - Ui! Eu não gosto nada de Céline Dion..
Eu - (...)

sábado, 17 de dezembro de 2011

As voltas da vida!


Hoje de manhazinha no duche pensava nas voltas que deu a minha vida em pouco tempo. Em 2005 andava perdida, sem rumo, pelo Porto com um emprego que não gostava, sem namorado, muitas saídas à noite e muitas horas de conversas com os amigos mais próximos. Férias, concertos, horas seguidas a dançar para a coreografia sair perfeita. Em 2006, até meio do ano começou exactamente da mesma maneira que acabou o ano anterior, férias, horas seguidas a dançar, fins de semana inteiros a dançar, espectáculos, saídas à noite.A meio do ano conheci-o. Menos saídas à noite, férias na mesma, menos concertos, mais estabilidade emocional. Mudei de casa, comecámos a morar juntos. Pela primeira vez, tive uma familia, a minha. Em 2007 casei, fui de lua-de-mel, para África (curioso, não?), férias, mais jantares, mais familia. Em 2008, mesmo quase no fim do ano fui Mãe, de um pequeno ser de 2.750 kgs (pouco mais que 2 pacotes de arroz), completamente dependente de mim, experimentei sentimentos inexplicáveis, animalescos, e ao mesmo tempo maravilhosos. Deixei de dormir como dormia, vi o negro mais negro que as minhas olheiras conseguiram alguma vez ter, mas lentamente chegamos à velocidade de cruzeiro e tudo ficou melhor, mas nunca mais dormi uma noite inteira. Os anos que se seguiram... seguiram-se. Em 2011 moro em Angola, numa casa alugada, a minha filha tem 3 anos e anda numa escola em Luanda. Tenho um trabalho que gosto, que me desgasta, mas não importa, não tenho carro meu, mas também não me faz falta, tenho sol e calor todo ano. E acho que devagarinho, sou capaz de ter um ou outro amigo novo.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Damn!


Só estou a ter hoje o dia mais stressante (ou será emocionante, pela negativa?...) dos últimos meses. Estou cansada, melada, empoeirada, transpirada, com dores de costas da tensão, com números na cabeça e as pontas dos dedos pretos de tanta porcaria me ter que passar pelas mãos, estou cheia de calor. Tenho fome e tinha sede, sim, tinha já bebi quase um litro de água em 15 minutos. Os meus ouvidos já não aguentam o som do telemóvel e cada vez que ouço passos de alguém a chegar ao meu gabinete, ponho-me rija e com ar de má, à espera que em cima daqueles sapatos que fazem estes passos esteja o inimigo. Tá bem. Já percebi. Não me vou queixar mais. Tenho bom corpo. Eu mereço. Venham mais dias destes a ver se me quebram. Nem pensar. Vou continuar aqui, pronta para levar mais no lombo e nem me vou mexer!

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

:(


Os Pais deviam sempre ser capazes de proteger os seus filhos. Sempre. Não devia haver nenhuma altura em que isso não acontecesse. Ontem uma Mãe não conseguiu proteger o seu filho. Ele tinha 2 anos.                   



terça-feira, 13 de dezembro de 2011

O poder da música! #13



Para além de ser maravilhosa a música, esta versão é de chorar por mais... Enjoy!

Juro que ouvi isto! #13

"Eu gostava de morar numa casa independente com jardim, árvores frutíferas.."

Certo?

TPM

Sofro de TPM. Sofro MUITO de TPM. Fico parva, sem paciencia, com cara de seca, faço tudo porque tem que ser, não faço nada satisfeita. Fico vitima. De tudo e de todos. Fico gorda. Fico com fome. Apetece-me chorar por tudo e por nada (isto já é assim normalmente, pronto!). Não acho piada a nada e nem a niguém, e o pior de tudo é que tenho dificuldade de conviver comigo própria nesses dias.
E depois passa. E depois volta. E depois passa....Um destes dias a falar com uma amiga ela diz-me, "se souberes de alguma cura diz-me", porque sofre do mesmo. Eu não sei de nenhuma, mas se alguém souber dão-se alvíssaras.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Para ti!

Os relacionamentos, como todos sabemos não são fáceis, embora quando se gosta, se ama de verdade, tornam-se um bocadinho menos dificeis. Tomemos o meu casamento como exemplo, sem estar a entrar dentro dele, claramente. Casei com 33 anos com o homem da minha vida! Tive a certeza que não haveria mais niguém tão perfeito para mim como o Eduardo. Casei absolutamente paixonada e convicta do meu amor. Senti que com ele se passou o mesmo. Passámos por momentos marvilhosos, por momentos bons, por momentos assim-assim, por momentos maus e por momentos péssimos. Às vezes discutimos, às vezes também somos parvos, às vezes dizemos o que queremos e o que não queremos só porque não estamos nos nossos melhores dias, às vezes estamos sem paciencia, às vezes pensamos o que não devemos, mas SEMPRE (até agora obviamente, que nada é garantido para sempre) conseguimos superar os nossos problemas ou crises ou parvoíces, porque amar é isso mesmo, amar é ter capacidade de conseguir superar os obstáculos que nos vão aparecendo e ultrapassá-los juntos. É perceber que não somos perfeitos de maneira nenhuma, que somos pessoas e como tal erramos, fazemos asneiras, não fazemos o que deviamos fazer, não dizemos o que deviamos dizer, não nos lembramos de merdas óbvias... enfim.. o camandro e um par de jarras, mas sabemos perdoar.
Nestas coisas do coração, SEI que não devemos nunca tomar nada como garantido, há tiros certeiros que nos chegam sem darmos conta que nos desfazem o coração em mil pedaços e vivemos no mundo e o mundo tem pessoas e...you never know.
Por isso, só queria aqui dizer ao meu marido que ele é, sem sombra de dúvida a melhor pessoa que eu já conheci para além de ser o melhor marido do mundo e eu devia, todos os dias da minha vida agradecer por ter o previlégio de ter ao meu lado uma pessoa assim.

:)

Resolução.

Este fim-de-semana resolvi que já que vou morar aqui, tenho que começar a tomar algumas atitudes no meu di-a-dia. Ora pois que desde sábado que lavo os dentes com água da torneira, há que arranjar defesas, portanto aí foi disto. Para já não me sinto nauseada, com cor de cabeça, diarreias, tonta... felizmente e para já ainda (AINDA) me sinto bem. Também já resolvi que se no fim da semana estiver fresca e fofa qual bimbo, a minha filha vai ser a próxima a começar a lavar os dentes com água da torneira. Primeiro devagarinho, na primeira semana só de manhã para ver como é que a coisa corre e depois de manhã e à noite. É que parecemos tolinhos com garrafas de água mineral nas casas de banho e agora o copo e agora cospe e depois lava a escova... não tem jeito nenhum. Bora lá criar defesas, organismo, que isto assim é que tem que ser.

Se eu não cuidar de mim...

Capture Totale Multiperfection Cream - Dior. Um must, não só hidrata como alisa e previne o aparecimento de rugas.  Pode usar-se de dia e de noite. O que lhe falta?? Protecção solar, só temos que usar, durante o dia,  uma base que tenha e já está!! Ready to go. 

sábado, 10 de dezembro de 2011

Porquê?



I- Mãe, a Luisa está doente?
Eu - Está
I- Puquê Mãe?
Eu- Porque tem um bebé na barriga e deve ter comido alguma coisa que o bebé não gostou e agora está doente.
I- Mas foi ao seutôr?
Eu- Não, mas está doente
I- Mitou?
Eu  - Não, filha
I-Puquê Mãe?
Eu- .... Porque... porque não aconteceu
I- Puquê Mãe?
Eu- Oh filha porque não
I- Mas puquê Mãe?
Eu- Isabelinha, come mas é! A Luisa está doente e pronto!
I- Tem doi doi?
Eu- Tem
I- Puquê Mãe?
.....

Isto começou hoje ao pequeno almoço! Chegámos à idade dos porquês....

Juro que ouvi isto!#12

"Eu nesse momento estou com uma avaria financeira."

A primeira vez.

Acordar a meio da noite, em Dezembro, para ligar o ar condicionado, nunca me tinha acontecido antes.

Grrrr

Estou-me a passar com o blogger. Já escrevi dois posts que desaparecem... ai que neeeervos!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Balanço.

Entã o jantar foi hiper divertido, à beira-mar, num restaurante giríssimo na Ilha de Luanda. Muito calor. Muitas caipirinhas. Algum champanhe. Imeeeennnnsa ressaca! Estou a trabalhar a carvão e não está para melhorar!... Mas valeu a pena! Foi MESMO giro!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Jantar de Natal!

Estou pronta! São 19.50h na cidade de Luanda. Hoje, tenho o jantar de Natal da empresa. Estão 29 graus lá fora! Algo me soa estranho...

:)

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Eu, confesso, menti!

A minha manhã foi de bradar aos céus, aliás, todo o meu dia, mas a manhã.... God! Estive em 2 bancos, no primeiro, com ar condiconado, sentada numa cadeira confortável, mas sem sistema, esperei uma hora e um quarto sentada na cadeira confortável à espera que me acabassem de tratar o que tinham começado quando ainda havia sistema. Finda esta saga, há que ir a outro banco, com gerador avariado, logo não havia ninguém lá dentro, tive que ir então a outra dependencia desse banco... longe, muito longe, 32 graus, abafado comó caraças lá fui eu. Saí do carro e os meus óculos de sol embaciaram completamente, portanto deixei de ver e tive um ataque de riso antes de entrar no banco. Entrei, milhões de pessoas, ar condicionado avariado, filas e filas e eu dizia de mim para comigo, "tem calma, relaxa, tem que ser, estás em Angola, respira fundo"...  esperei, esperei, de saltos altos, com um calor infernal dentro da dependencia do banco... e eu à espera, de saltos altos, sim é importante referir.. 45 minutos depois continuava no mesmo sítio, a fila não tinha andado nem um centimetro e eu pensei "tás lixada se não pensas em nada rápido", então pensei, pensei e.... fui té ao segurança e disse "Peço desculpa, mas estou há muito tempo à espera, está aqui muito calor e eu estou grávida, estou a começar a sentir-me mal"... O homem olhou para mim de alto a baixo, eu aproveitei e pus a barriga para fora o mais que pude e disse "3 meses". O homem foi embora com a mesma cara, não fez nenhum expressão (não sei, podia sofrer de paralisia facial!) a verdade é que em menos de 15 minutos a coisa estava resolvida e eu já estava outra vez dentro do carro no fresquinho!
Eu sei que o que eu fiz não se faz, mas eu juro, eu juro que já não aguentava mais.... Estou perdoada?

&%$#

Um dia tudo te corre mal! Hoje é o dia!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Wish

Querido Pai Natal,

Escrevo-te outra vez porque houve uma "ligeira" mudança de planos. Este ano vou passar o Natal no calor, apenas com o "meu homem" e a minha filha. Não vamos estar presentes nas festanças das familias onde os lugares nas mesas são sempre mais de 20. As lareiras estão acesas. Há presépios. O pequeninos fazem teatros ou mostram qualquer habilidade, come-se bacalhau com azeite fervido e bebe-se Murganheira a acompanhar. Há a hora de se abrirem os presentes, cada vez menos e sempre só para a as crianças e finge-se que chegou o Pai Natal ou o Menino Jesus com as prendas. Há luzinhas e velas acesas. Bolo rei. Azevias e bilharacos. Queijo, rabanadas e ovos moles. Este ano, vai continuar a haver isto tudo, só não vamos estar lá nós, fisicamente, porque sei que o nosso pensamento vai voar para as nossas familias a toda a hora. Por isso, e como ainda não decidimos como vão ser estes nossos dias (provavelmete passados na praia), gostava quue mandasses para as nossas familias muita saúde e muita coragem para conseguirem ultrapassar as adversidades, gostava que nós conseguissemos passar uns dias calmos, com muita paz, muito amor, boa disposição e sem surpresas desagradáveis e pronto, se não fosse pedir muito era aquele rolex, por favor!!

Would you?

Estou que não posso..

Não é só por ser segunda-feira, não é só por o trabalho não estar a correr de feição, não é só por estar um calor infernal (sem ponta de sol, hiper encoberto), não é só por ter apanhado chuva na praia ontem (mesmo no fim), não é só por me ter esquecido de pintar a sunhas de uma cor diferente, estão de azul bébé que combinavam com o biquini mas não com o trabalho, não é só por não ter dormido mais de duas horas, não é só por sentir saudades da minha filha, mas a vontade que tenho de ir para casa descalçar-me e agarrar-me à minha filha é tão grande tão grande que quase que estou aqui a rebentar.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Juro que ouvi isto! #11

"Eu tenho que compreender, aliás, eu tenho que recompreender..."

O poder da música! #12



Uma música muito fofa para o fim de semana! É tão linda!

Paixão.

Adoro sapatos vermelhos! Mas adoro mesmo. De paixão. Sempre que há nas montras sapatos vermelhos paro.. só para ver melhor. É claro que há uns que nem dados os queria e outros que quase matava por eles, mas efim. Ontem a arrumar o meu armário de sapatos, um bocadinho mais compostinho, sim  porque já chegou o contentor que trazia, para além de outras coisas, sapatos,  e também eu trouxe mais um ou ..cof cof... dois.. (três, vá) pares percebi que tenho 3 pares de sapatos vermelhos, cada um para a sua função, mas são, de longe os meus pares de sapatos favoritos. E que lindos que ficam no armário! E podem usar-se de tantas maneiras... AMO.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Isto só a nós!

Descobri ontem ao fim do dia que a festa de Natal da escola da minha filha é no dia 10 de Dezembro... Até aqui tudo bem, é um sábado, finalmente vou poder participar em alguma coisa naquela escolinha, mas também fiquei a saber que vai haver um teatro... EM QUE OS PAIS TAMBÉM ENTRAM!!! Ora, eu não estava de todo a contar com isto, já nem tenho idade para essas coisas. Não estava na reunião de pais, estava só o meu marido, portanto nem sequer pude escolher a personagem então calhou-me ser a pastora e ao meu marido o camelo (Sim, o camelo!).. Somos, portanto, 2 personagens, que para a história do nascimento de Jesus nada contribuem e muito menos para a peça porque não temos falas.... O que por um lado é bom que não temos nada que ensaiar, por outro lado, ter que subir ao palco vestida sabe-se lá como para ficar lá especada não sei se me agrada... Damn!!