quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Porreiro, pá!

Agora era porreiro, pá, era este sono dar de frosques e eu conseguir ter energia para dar cabo de mais uma resma de papelada!...

Apaixonei-me.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Desisto!

Também já deixei de tentar perceber o cabelo do Donald Trump... Não sei, foi uma coisa que me lembrei agora!

...

E a vontade que eu tenho de largar a gritar de tanto trabalho acumulado?

True!

Desabafo!

Vou desabafar, que afinal também é para o que isto serve. Como já disse há uns tempos atrás antes de vir para Angola tinha medo de tudo, de não gostar, de não me dar bem.... contava os dias que faltavam para voltar a Portugal, nem que fosse por dois dias para respirar um bocadinho, mas a verdade é que quando cheguei a Portugal, não nego que a sensação foi boa! Filas de trânsito organizadas, lavar os dentes com água da torneira, pão maravilhoso, a família, oa amigos, tudo bom, mas... mas descobri que tive saudades, descobri que afinal estava aqui bem, descobri que o meu lugar é aqui, ao lado da minha familia e no meu trabalho... obviamente com tudo o que tem de bom e de mau. Por isso falo que quando não estamos bem não adiantam queixas, tristezas, medos se nada fizermos para mudarmos a nossa vida. Se não estamos bem temos que arriscar, por muito que nos custe, por muito que um pedaço de nós fique no outro lado do mundo, por muito que nos apeteça, volta e meia, desistir, por muito que os nossos sentimentos sejam os nossos maiores inimigos. Arriscar é bom, vale a pena e muda-nos para sempre. Eu acho que hoje, sou uma pessoa um bocadinho melhor que era há 6 meses atrás. Já por isso valeu a pena.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

O poder da música! #11

Ainda para a Isabelinha mas com um agradecimento especial à Ana que deixou mensagens lindas, Suse... bem sei que cá estiveste... e a todos que se lembraram. Curtam, que vale a pena!

3 anos!!

Ao fim de quase 2 meses eis-me de volta! Pela primeira vez estou num calor tórrido no fim de Novembro... estou a gostar!
Mas hoje não quero falar de mai nada senão do que mais importa hoje! A minha filha! Hoje faz 3 anos, está crescida... há 3 anos atrás estava muito frio, muita chuva, um temporal horrivel e eu tinha uma barriga gigantesca..
Valeu tanto a pena. Tenho a filha mais gira e mais querida do mundo.
Isabelinha, sei que ainda não sabes ler (e mesmo que soubesses não ias querer saber do que eu escrevi), mas quero que saibas que o meu maior desejo para ti é que sejas feliz, muito feliz e carregada de saúde. Espero que continues assim, bem disposta e a dar os abracinhos mais maravilhosos do Universo. Parabéns filha, gosto de ti daqui até à lua em saltinhos de pulga perneta!