sábado, 27 de agosto de 2011

Ai o fado!

Há uma lista enorme coisas que eu gostava de saber fazer, mas acho que a primeira da lista é cantar! Adorava saber cantar, abrir a goela e cantar, cantar tanto e tão bem que me pedissem para o fazer, que as pessoas quando me ouvissem cantar ficassem arrepiadas, gostava até de fazer um concerto.
Acho que se soubesse cantar o que me daria mais prazer seria cantar fado, daquele fado que vem cá de dentro, das entranhas mais profundas, daquele fado que deixa os pulmões a gritar por ar, daquele que faz viajar quem o canta, daquele que tem poemas lindos dos nossos escritores portugueses, daquele que deixa a lágrima no olho de quem ouve! Era isso que eu gostava! Beeem eu ia adorar!
Como isso não se passa, canto para mim tudo o que me apetece, as músicas que gosto, as que não gosto mas que ficam no ouvido, músicas de embalar... bem, não são mesmo mesmo músicas de embalar, são músicas que eu acho que se encaixam perfeitamente nesse grupo, mas que na realidade não o são, mas a minha filha adora e pede para eu cantar e adormece a seguir, portanto cumprem a sua função perfeitamente.
De modos que é isto... se eu pudesse, cantava fado!

Sem comentários:

Enviar um comentário