quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Hoje

Tenho saudades!

Estatísticas

Não sei o que passou nas duas últimas semanas mas dispararam as visitas aqui ao estaminé! Ninguém diria, eu sei, mas a verdade é que as estatísticas não enganam (em princípio!). A parte mais gira é como é que algumas pessoas vêm cá ter. As palavras  ou frases de pesquisa são:

  1. "Como se chama o peixe preto de olhos saltados?" - Não sei, se soubesse não escreveria aqui no blog "peixe preto de olhos esbugalhados", mas se por acaso, o senhor ouvinte sabe, agradeço que partilhe comigo essa informação.
  2. "Coador" - É o que há mais para aí, são coadores de verdades, de leite, de chá, daqueles com a rede fininha que eu usei e abusei em tempos
  3. "Gaja boa" - Obrigada! :)
  4. "Gaja boa angola" - Eu outra vez??? Obrigadaaaa
  5. "Chocolate de leite nestlé" - Até eu gostava de o encontrar, se alguém souber onde comprar em Luanda, gostava de saber, boa?
Estas foram o top 5!!

Mas deixo aqui um apelo, gente que me visita, falem comigo, tá bem?

terça-feira, 30 de agosto de 2011

É oficial..

Viciei-me!!

Gosto

Mesmo muito deste creme de mãos, desde que descobri não quero outro. Há quem diga que o cheiro enjoa.. devem estar grávidas!! Eu adoro! Textura perfeita!

I do!

Mosquitos

Eu acho que os mosquitos aqui devem ter vidas extras! Juro! Nunca vi nada assim. Pois que pelas 5 da tarde de todos os dias são trocadas as pastilhas ezzalo dos difusores, todos os dias, a seguir a este procedimento, cada compartimento de casa, excepto a cozinha (por razões óbvias) é inundado com spray anti mosquitos, no quarto da Isabelinha tem rede mosquiteira por cima da cama (as outras redes mosquiteiras estão algures no meio do oceano atlântico), e não é que mesmo assim, há sempre mosquitos??
Eu não quero crer! Às vezes chegamos a casa e passado pouco tempo ouço a Isabelinha "Mããããããe está aqui um moxico" e lá vou e PRÁS, esmago o gajo. É que a criança é alérgica às picadas destes palermas!! Depois estou a jantar e levanta-se o Eduardo a correr, pega numa revista (a única que temos em casa, uma CARAS Angola com mais de 3 semanas e em que todos os personagens já têm óculos e bigode) e... PRÁS, esmaga o gajo. Antes de me deitar, ando eu com uma t-shirt na mão a calcorrear todo e qualquer pedaço de parede, de tecto, de janela a ver se vejo algum, passada a revista lá me deito tranquila porque afinal não há mosquitos.. MAS NÃO, há sempre um cabrão que se esconde e que eu não o vejo porque precisamente quando estou a começar a cair em sono profundo, o cabrão vem zumbir para os meus ouvidos e vai de me levantar, agarrar qualquer coisa e ver se esmago o gajo!!! Isto não está certo!!! Quero dormir descansada e não há nada que faça que extermine completamente estes cabrões!!! É que estou mesmo chateada!!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Juro que ouvi isto! #4

"... eu ia comprar isso de ouvir mas desconsegui!"

E o que gostava

De ir dormir???

Parabéns..

.. À minha irmã que hoje faz anos!...




A onda!

Não sei se consigo descrever como foi o meu fim-de-semana! Não sei mesmo.. Vou-me escusar de comentar o meu sábado, digo apenas que acabou bem, da melhor maneira, com um jantar, cozinhado por mim, um vinho bom, companhia agradável, como se quer. Domingo resolvemos ir à praia e então fomos, estivemos numa praia que, soubemos depois, era boa para o surf, mas não para se fazer praia.. Nós ainda não trouxemos pranchas ou fatos de neoprene, portanto iamos só à praia, num dia que acordou cinzento mas depressa se tornou no dia mais bonito que apanhei desde que cheguei, mas a praia era inacreditável, linda ao longe, mas uma vez lá, era lixo, moscas... mau cheiro,  ainda me esparramei ao sol um bocadinho, construí castelos e fiz buracos para tapar os pés... quando estavamos a arranjar-nos para vir embora houve uma onda que não queria que nos fossemos embora, conclusão??
Telemóvel Angolano da Ana: Arruinado
Comida da Isabelinha: Mais salgada que o normal.
Muda de roupa da mãe e da filha: Molhada
Toalhas, mochilas: Molhadas e cheias de areia
Máquina fotográfica: Obrigada!! Foi milagre de certeza
Havaianas: Boiaram no mar para lá e para cá
Mochila do pai: Arruinada
Ficou-nos cara a ida à praia, isso sim!!
À noite em casa ainda nos rimos, mas foi de nervos!

sábado, 27 de agosto de 2011

Juro que ouvi isto! #3

"É muito desamoroso ter filhos e não cuidar.."

Just remember!


Ai o fado!

Há uma lista enorme coisas que eu gostava de saber fazer, mas acho que a primeira da lista é cantar! Adorava saber cantar, abrir a goela e cantar, cantar tanto e tão bem que me pedissem para o fazer, que as pessoas quando me ouvissem cantar ficassem arrepiadas, gostava até de fazer um concerto.
Acho que se soubesse cantar o que me daria mais prazer seria cantar fado, daquele fado que vem cá de dentro, das entranhas mais profundas, daquele fado que deixa os pulmões a gritar por ar, daquele que faz viajar quem o canta, daquele que tem poemas lindos dos nossos escritores portugueses, daquele que deixa a lágrima no olho de quem ouve! Era isso que eu gostava! Beeem eu ia adorar!
Como isso não se passa, canto para mim tudo o que me apetece, as músicas que gosto, as que não gosto mas que ficam no ouvido, músicas de embalar... bem, não são mesmo mesmo músicas de embalar, são músicas que eu acho que se encaixam perfeitamente nesse grupo, mas que na realidade não o são, mas a minha filha adora e pede para eu cantar e adormece a seguir, portanto cumprem a sua função perfeitamente.
De modos que é isto... se eu pudesse, cantava fado!

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

O poder da música #2

E hoje, estava aqui concentrada a trabalhar e assim ao de leve fui percebendo a música que, com imenso  groove, saía a dançar do meu ipod, estava a trabalhar ao seu ritmo, parei.. e ouvi bem...



Que booommmmm!

Nouvelle Vague - Say Hello Wave Goodbye, música original dos Soft Cell - 1981

Juro que ouvi isto! #2

..."Tudo o que tiver de ser feito, fará-se!"...

Cuidado que este é grande!

Lá vou eu voltar ao costume..
Estar longe tem as suas chatices, que tem! É obvio que não se muda de país só porque sim, muda-se porque há um objectivo, um plano e que, como alguém uma vez me disse, os planos existem para serem seguidos. É claro que se pondera sempre MUITO, DEMASIADO, mas a verdade, é que uma vez tomada a decisão, as dúvidas e as saudades, e o "ai me Deus e agora?", " E se afinal não for?" aparecem para nos incomodar. A viagem no avião é a coisa mais inacreditável, os pensamentos que se tem, os sentimentos que se experimenta, as dúvidas, as incertezas, as certezas. Nem é bom pensar, nem é bom pensar em mim a fazer o check in sem conseguir parar de chorar, a passar no detector de metais sem conseguir parar de chorar, no controlo de passaportes sem parar de chorar, a entrar no avião com a minha filha ao meu colo a dormir e eu sem parar de chorar... A aterrar no aeroporto de Luanda e estar vazia de sentimentos parecia que tinha feito um "reset" (sim, eu disse reset) aos sentimentos e estava à espera que começasse a sentir os novos, entrar efectivamente dentro do aeroporto e pensar "Man... será que fiz bem?".
A resposta é: SIM, fiz bem. Fiz bem  e é provável que consiga endireitar a minha vida, trabalho muito, muitas horas, muitos dias, faz-se esforços desmedidos às vezes para conseguir uma coisa simples, mas sei que fiz bem, fiz o que devia fazer. Os primeiros dias custaram-me, custaram-me muito, mas agora já estou bem.
O pior de tudo são as saudades de casa, dos amigos, da familia, das caminhadas junto à praia, da liberdade de ir ao shopping sozinha, de andar de carro com os vidros abertos, do chocolate Nestlé, do 1/4 de Vigor, do meu smart...
Há dias que as saudades apertam tanto que quase sufocam, há outros dias em que tenho vontade de mandar tudo para o ar  e voltar para Portugal, mas depois passa e eu lá me acalmo
Vai correr tudo bem, eu sei que vai!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Dos vernizes! #2

Ontem pintei com este


Adoooooooro!

Estou desconfiada!

Tenho aqui pousado na minha mesa um bombom que alguma alma caridosa me deixou (ainda não sei quem foi..:), mas estou desconfiada, pode ser que seja um presente envenenado, é que diz "chocolate e mel".. embrulhado com um papelinho cor de rosa, lindo.. Mas... Eu gosto de mel, e gosto de chocolate, mas a ideia dos 2 juntos, não sei se me agrada, parece-me assim uma bomba de açucar incomestivel.. por outro lado é um embrulhinho tão fofo que o que está lá dentro só pode ser fenomenal, ou então não.. Olha só para o qu me foi dar! Estou aqui indecisa se como ou não um chocolate! Claro que como e vai ser já!

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Juro que ouvi isto! #1

"... não vou ver o jogo, vou ficar ouvindo as imagens sonoras!.."

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Querem truquezinhos? #4

E depois de largos meses sem partilhar truques com os meus imensos leitores, esses milhões de seguidores, eis que volto com o segredo mais bem guardado do mundo da cosmética, o tapa olheiras/imperfeições/whatever mais magnifico e que funciona melhor. Preparados??? Ei-lo



Erase Paste de Benefit, o melhor do mundo! Venda exclusiva Sephora.




Inspire, Expire!

Ode à minha filha!

A minha filha é gira que dói
A minha filha é muito bem disposta
A minha filha está sempre a cantar, canta tanto que até fica rouca
A minha filha, dança, salta e faz de kanguru
A minha filha dá os beijinhos e os xis mais maravilhosos
A minha filha é esperta que nem um alho
A minha filha adora legos e despir todos os bonecos
A minha filha dorme com a naná e com o xico
A minha filha tem meia dúzia de cabelos
A minha filha fala, fala, fala, fala
A minha filha gosta de brincar
A minha filha... é a coisa mais linda do mundo!

sábado, 20 de agosto de 2011

Ah pois é!

O dia mais longo do ano!

Ontem tive um dia que parecia não ter fim! Levantei-me às 5 da manhã, tomei banho, dei biberon à minha filha, mudei-lhe a fralda, voltei a pô-la na cama, vesti-me, tomei o pequeno almoço e saí. Apanhei 2 horas e meia de trânsito para chegar ao centro da cidade. O lugar para estacionar a kms do sítio onde queria ir, vendedores ambulantes, candongueiros, pó, água, lixo... Cheguei ao destino entrei às 8.15h e estive sentada no meio de milhões de pessoas até às 16 horas, sem conseguir o que queria. Almocei a essa hora, um cachorro, uma coca cola e uma fatia de bolo mármore num tasco de aspecto duvidoso, mas não conseguia sequer procurar um sítio melhor. Voltei a pé para o carro, desta vez o vendedores ambulantes tinham-se multiplicado... Entrei no carro e... trânsito! Os vendedores ambulantes na conhecida estrada da Samba ( que vai do centro de Luanda para sul até Talatona onde moro) vendem tudo tudo tudo no meio dos carros, chocolates, fatos Hugo Boss, cabos de bateria, pilhas, gambiarras, fraldas, carteiras "Luis Vitor", sapatos, cruzetas, atacadores para os sapatos, telemóveis e auriculares, cadeiras de escritório, capacetes, violas, óculos de sol, relógios, saldos para os cartões de telemóvel, fruta, cajus, bebidas, jornais e revistas... Man... por mais que estivesse aqui a enumerar jamais me lembraria de tudo o que vi, juro!! Sempre me entretive a ver o comércio. Cheguei ao escritório e tentei organizar a minha vida para hoje.. , mal entrei diz a Sandra aos gritos" Ai coitada que até estás descabelada!"... Pá... obrigada Sandra, já me sentia péssima, mas ainda fiquei pior, obrigadinha, sim??  Saí às 20.15h, cheguei a casa jantei, arrumei a cozinha, fiz contas à vida, mudei a fralda à mina filha, vesti-lhe o pijama, dei-lhe o biberon e... adormecemos as duas!..

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Aiii que neeeeervos!

Trabalhar é fixe! A sério que é! Faz bem à carola, à disposição, até faz bem ao cansaço, este é um cansaço à séria...  Bem sei que não há empregos perfeitos, há sempre qq coisa que não está de acordo com as nossos desejos, ou com que esperávamos para aquele emprego específico.
Eu hoje estou a ter um dia (reparem que ainda são 11 da manhã) que está a ser a coisa mais inacreditável, com a agravante de ser em Angola, que é tudo mais dificil de se conseguir, mais burocracias, mais papéis, mais assinaturas, mais pó, mais trânsito, e "falta o carimbo", e "esta assinatura não está visivel", "não temos disponibilidade", e"não há sistema" e "Volte às 12 e vamos ver o que conseguimos fazer",... Paga-se tudo o dobro ou o triplo do preço, mas mesmo assim não conseguimos o que queremos. De qualquer forma, depois de fazermos tudo o que está ao nosso alcance... resta-nos resignar e tentar amanhã, amanhã talvez tenha mais sorte!... Ou então... mas enquanto não me habituo a este "andamento":

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Tenho uma dúvida..

Desculpem lá só mais uma coisinha! Este fim de semana fui ao cinema (isso, leram bem!) fui ver um filme que dá pelo nome de “OS SMURFS”. Na minha altura eram os estrunfes! E ela era a Estrunfina, que eu adorava (e continuo a adorar), mas… mas… O QUE É QUE SE PASSOU?? TÁ TUDO DOIDO? E agora como é que fica o meu imaginário? Estes senhores vão ser os culpados dos traumas que eu vou ter daqui para a frente e depois eu quero ver como é que vai ser e…
Relativamente ao filme? Smurfei tanto!



Hot hot hot!

Por estas bandas está a começar a aquecer. Dizem os entendidos que a partir de agora a coisa não mais volta a ser o que tem sido e eu que me prepare, porque chega a ficar tórrido! Ora, para quem me conhece sabe que eu não me dou muito bem no calor, eu fico molenga, transpirada, sem fome, espapaçada, sem forças, com muiiiiiito sono, há até quem diga que fico insuportável (eu não me acredito em nada disso porque… insuportável?? Eu?? Jamais)… E se o calor verdadeiro ainda não chegou e eu já estou quase no limite, sim, quase, ando de ar condicionado em ar condicionado, quase sempre com o cabelo preso porque solto faz efeito cachecol, o que não me agrada, sandálias mais abertas que tenho e a roupa mais leve que encontro… não sei o que será quando chegar o calor a sério!

Para mim se está calor é bom é estar na praia, ou na piscina, sempre refresco quando começo a torrar, mas se é constante como é que eu refresco, pá? E trabalhar? Tenho que por o ar condicionado nos 15 graus? Juro que estou a ficar preocupada e ainda agora é agora!

Monday!

Não se metam comigo hoje, eu mordo! Grrrrrrrr

sábado, 13 de agosto de 2011

Quero!

Quero ter mais tempo para estar com a minha filha, quero dar gargalhadas sentidas, quero comer chocolate, quero  dormir muito e ter sonhos lindos, quero dançar, dançar muito, quero fazer tranças e puxos, quero sapatos, quero ver filmes, quero tremoços, quero abraçar, quero tirar fotografias e fazer filmes, quero cozinhar comidas boas, quero amigos e amigas, quero serões animados, quero paz nos meus dias, quero o meu cabelo como era, quero beber água, quero sol e mar, quero peixe, quero pulseiras coloridas, quero sorrir, quero trabalhar muito e ser recompensada, quero conhecer lugares diferentes, quero ser o exemplo para alguém, quero escrever um livro, quero ir ao ginásio, quero um rabo redondinho, quero chapéus de palha, quero lençóis macios, quero iogurtes de banana, quero borboletas, quero missangas, quero desenhos e pinturas, quero festejar o sucesso de alguém, quero pão com manteiga, quero beijar, quero vernizes coloridos, quero música....

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Anyone???.. Please??


Em 35, por favor, pode ser em qualquer cor, menos dourado! Agradecida!

Para que conste!

O Assalto!

Assaltei o frigorífico, pronto, já disse! Andava há uns dias com vontade de comer chocolate, mas sabia que chegando a casa lá estaria ele... E foi assim, até que ontem o chocolate acabou depois do almoço. Antes de ir para a cama apetecia-me aquele bocadinho... não havia, fiquei desconsolada. Estive a manhã inteira a pensar em chocolate, primeiro no chocolate de leite de 300 grs da Nestlé, às tantas a vontade era tanta que já qualquer chocolate servia, o que eu precisava era mesmo de comer chocolate, rapidamente! Sem carro e sem ninguém que me levasse resolvi ligar a alguém que eu sabia que estava fora e que me poderia ajudar:
Eu - Sr. Justino olá, já está a vir embora?
SJ - Ainda estou na cidade sinhóra Ana não sei a que horas estarei livre
Eu - Ohhhhhh, pronto, obrigada
Tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu
Fiquei ainda mais desconsolada  com mais vontade de comer chocolate. Estava prestes a aventurar-me a ir a um supermercado aqui perto a pé... correndo o risco de.... bom, correndo riscos! Mas antes resolvi perguntar ali à Sandra, uma das minhas colegas:
Eu - Sandra, tens chocolate? (Já sem esperanças porque a Sandra é tão magrinha que me dá ideia que se comesse chocolate explodia!)
S - Não tenho, mas há ali no frigorífico!
Eu, com um sorriso de orelha a orelha, a alma iluminada
Eu - A sério?? No frigorífico?? Mas de quem é??
S - Não sei, mas come e depois compras um!
Eu - Mas e.... não é chato?? (nem esperei pela resposta).. Tá bem eu vou lá então.
Abro o frigorifico e dou de caras com um chocolate de leite Cadbury´s, fresquinho, com tão bom aspecto que não fui capaz de ter dó ou piedade...
No que sobrou colei um post -it dizendo que tinha sido eu a ladra, mas que prometia repor...
Não foi muito bonito, mas conseguiu acalmar a minha inquietação!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Era só isto!

Mulher!

Niguém julgue que ser mulher é fácil! Que é só subir para cima duns saltos altos, dedos das mãos e dos pés impecávelmente pintados, cabelo brilhante, uns puffs de perfume e aí está... Está tudo muito enganado!! Ser mulher, é dormir menos horas do que todos em casa, acordar a meio da noite para dar o biberon à filha (no meu caso, claro), vigiar a febre, ver se se destapou e estará com frio, é levantar-se primeiro que todos e dar o biberon à filha (no meu caso, claro), vesti-la com alguma roupa que faça sentido, penteá-la, lavar-lhe os dentes e ser a última a ficar pronta e ir tomar o pequeno almoço, já com o cabelo desgrenhado, o risco do lápis já meio borratado. É ir trabalhar horas a fio econseguir entretanto, pagar as contas no homebanking, fazer listas de compras, ligar para a escola para se saber se tudo corre bem, é chegar a casa e dar banho, vestir o pijama, brincar, dar o biberon, adormecer, é pintar as unhas equanto come e arrumar a cozinha. É aturar maus feitios e ataques de fúria com um sorriso nos lábios, é por todos os dias maquiagem à prova de água, não vá durante o dia haver um colapso e chorar horas seguidas e fio, mas depois limpa a cara e continua como se nada fosse. É fazer sacrifícios pelos filhos incalculáveis, é sofrer de TPM e ter as hormonas aos saltos pelo menos uma vez por mês e ter fúrias e ataques de parvoíce e moer o juízo a toda a gente... É ter pelos a crescer e não querer, é querer ser 4 e ser só uma... é... uma canseira...

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Dos vernizes!

Hoje pintei as unhas com este:

Aborrecimento

Uma coisa que me chateia aqui em Angola é que anoitece cedo. Pelas 5 da tarde, começa a intensidade da luz a ir-se, às 5 e meia, está quase lusco fusco (aqueles 5 a 7 minutos muito intensos!!) e às 6 já é noite cerrada! Ora, eu acho que isto não me faz nada bem, não faz que eu sei! A verdade é que há pessoas que tapam as gaiolas dos passarinhos para eles pensarem que é de noite e irem dormir e não piarem, estou certa?? Pois estou! E começo a pensar que eu sou igual aos passarinhos.. Às 6 da tarde já acho que ia de boa vontade jantar e às 7 já estava a dormir (mais coisa menos coisa!). MAS NÃO! NÃO PODE SER!! Há que trabalhar até às 8 da noite e só depois é que se desenrola o serão. Comecei a pensar que já percebi porque é que a parte do dia que me custa mais a passar é precisamente o tempo que medeia as 18 horas e as 20!!! E não há nada a fazer, não há sindicatos, agrupamentos, nada nada que me possam ajudar! Damn!!

Não passo sem...

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Das saudades

O malho!

Detesto chegar atrasada ao trabalho, é uma coisa eu me incomoda mesmo muito!
Hoje, saimos mais tarde de casa, o despertador tocou mais vezes do que o normal, depois foi a correria! Quando percebi que ia chegar atrasada comecei a rabujar, às tantas vou a sair do carro com tanta pressa que pousei mal o pé e a seguir vem o desiquilibrio e depois... claro o malho!!!
Comecei bem o dia e a semana!!

Os enganos, as omissões e as mentiras..

Como estou longe, estou com alguma "profundidade" de pensamentos!... Não me parece que seja uma doença de que padeço, antes um mal comum em expatriados..
Pensava em pessoas que gosto e que me fazem falta e em atitudes que algumas delas têm! Ora vamos cá pensar comigo a ver se estou doidinha! Então eu estou nos quintos, não é?? Essas pessoas estão onde sempre estiveram, mais Km menos km e então porque é que me mentem? Haverá necessidade de isso acontecer? Eu só sou mãe da minha filha e já me dá imenso que fazer e me ocupa uma enorme parte do meu pensamento... Não há necessidade de mentiras ou enganos... Além de tudo eu não vou largar a correr daqui e esbofetear as pessoas em Portugal.. parece-me óbvio não haver motivos para tal atitude!... Ou há?
Eu tenho alguma perspicácia, não sou burra de todo, e há coisas que são óbvias para mim, não vale a pena enganar... tá?
E o pior? É que eu continuo a gostar dessas pessoas na mesma!

sábado, 6 de agosto de 2011

Saudades!!!



Era 1/4 de vigor, por favor!!

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Emigrante

Estava difícil de cá voltar! Entretanto mudei de país, de continente, de hemisfério... Sim, grandes mudanças, gigantescas. Agora dei por mim a pensar que sou emigrante, emigrei,não me soou muito bem. Só me faz lembrar os emigras que no mês de Agosto vemos no shopping e no supermercado a chamar o Jean Pierre... Não! Não me vejo num registo desses, mais a mais é Agosto e eu estou a trabalhar e vou continuar a trabalhar.
A primeira coisa que me aborrece é que, a esta altura já sonhava com a colecção de inverno e camisolas quentinhas, botas de tacão e cano alto, casacos, trench coats e cachecóis e agora... o verão aqui ainda não chegou, é certo que estão 25º, que fui à praia no fim de semana, mas a verdade é que ainda vai chegar o verão, tórrido, de andar com o menos roupa possivel e de abano. Acho estranho. Não vou conseguir usar as roupas lindas de inverno... pá... acho mal!
A outra coisa que me incomoda (e não é necessáriamente por esta ordem) é.. pá... esquecerem-se de nós. O que é normal. Ora eu não estou na terrinha, na vida do costume, estou a milhares de kms de distância, falar ao telefone é quase proibitivo, no skype... sim, no skype sim, mas nem sempre estamos às mesmas horas e depois há a prioridade da familia... Portanto, falar com os amigos e queridos, ou com os queridos amigos é cada vez mais esporadicamente... E é tão natural como a sua sede se daqui a 15 dias já ninguém se lembrar que eu um dia fiz parte da vida deles. É chato! Comigo não se passa isso porque eu sou uma agarrada à familia, às pessoas de quem gosto e que amo e aqui nos confins lembro-me delas todos os dias e como seria se elas tivessem aqui comigo!!
Pessoas, ai de vocês que se esqueçam de mim, que eu estou longe mas não faleci! Hei-de voltar, tá bem,?