segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Crónica de uma morte anunciada

E foi assim que chegou ao fim a curta vida do meu peixe preto, o dos olhos esbugalhados, que nadava virado para cima como ninguém (ou antes, como nenhum outro peixe!).
Acordei e vim à sala, e como de costume bati no aquário para o peixe que, há já alguns meses boiava e ficava muito quietinnho, nadasse para me mostrar que continuava connosco... Mas não nadou, ficou ali quedo, coitado, percebi então que tinha esticado o pernil (ou a barbatana), tinha portanto, (e finalmente, permitam-me) morrido!
Só não tive coragem de o tirar do aquário que foi a sua casa durante mais de um ano, enfim, não sei o que me parecia pegar num corpo morto... ainda que de um peixe.
Ai ai... pobre peixinho!

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Lucianny

A Luciana Abreu e o Yannik Djaló já foram pais... de uma menina que se chama, como? como? Hã?
Lucianny! Ah pois é! Dizem as más linguas que a criatura já desmentiu o nome da fiilha, mas confirma que é um mix dos dois nomes dos pais. Pá, que ideia mais altamente!
Olha se eu me tivesse lembrado disso antes a minha filha podia chamar-se Eduana ou Anardo se por um acaso fosse rapaz, e que bonito que ficava!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Update do peixe!

Agora já com os 2 pés em 2011, cumpre-me informar o estado de saúde do meu rico peixinho!
Ahh aposto que pensavam que ele já tinha ido desta para melhor... mas não, desenganem-se, continua ali, no seu aquário, cada vez mais sossegadinho, só funciona uma barbatana, mas nada de se finar.
Confesso que na altura dos anos da minha filha pensei em mandá-lo pelo cano (da sanita, Tiago) e comprar um novinho para o nosso aquário, mas não tive coragem e não tenho. Coitadinho, afinal é o animal de estimação cá de casa, é um ser vivo, não vou estar estar aqui a cometer um homicidio, não é justo e está mal. Só não sei se faço o que é melhor para ele, não sei se está a sofrer que o gajo não pia, portanto enquanto vai e não vai continua ali, de barriga para o ar, já com metade do "corpo" de fora de água e com uma única barbatana a ditar o seu rumo e comer alarvemente de 2 em 2 dias.
Na verdade isto incomoda-me e para além de tudo não é uma visão bonita para as visitas... mas que o gajo é rijo, isso é!